Monday, June 02, 2008

Cadê, hein?

E mesmo conhecendo cada canto, não tenho encontrado. Ainda que eu revire cada fresta, cada lacuna, estante, gavetas; ainda que tudo saia do lugar eu, não consigo encontrar. Mas essa raposinha esperta aparece quando quer e deixa rastros. E quando vem, vem por caminhos, que de tão óbvios, que é exatamente por eles que nunca esperamos e nos surpreende tanto que sempre rola aquela frase: Caramba, como não tinha visto isso aqui? E é isso que torna essa procura tão fantástica, e curiosamente quando paramos de dizer "Cadê, hein?", é nessa hora que encontramos. Aí o resto da história é que nem novela mexicana: igual pra todo mundo sempre, só mudam os personagens.

1 comment:

Raphael Perov said...

Cadê?
É até meio que obscura essa pergunta, se partimos de um ponto ligado à nossa própria vivência, de nossas próprias experiências.
Detalhe: novela mexicana é tosca!

abraço